Enciar currículo
Somente DEUS abrange Tudo!!! Somente DEUS É O SENHOR!
EMAIL:
SENHA:
Cadastre-se
.
Seja bem vindo! Hoje é 16 de Outubro de 2017.

Artigos


A mulher e seu tempo de vida


"Nós, mulheres, fizemos a lição de casa e hoje somos capazes de entregar competências técnicas, comportamentais e de assumir cargos anteriormente ocupados somente por homens"


O Brasil atravessa um período de grande ascensão econômica, política e social, realidade que altera o cenário de atuação dos profissionais brasileiros com uma série de desafios e novas oportunidades. Nesse contexto, a mulher moderna vem destacando-se e hoje já ocupa cargos estratégicos em grandes empresas como, por exemplo, Dilma Rousseff (presidente da República) e Graça Foster (presidente da Petrobrás) que lideram milhares de pessoas com muita garra, competência e profissionalismo.

 

Nós mulheres, fizemos a lição de casa e hoje somos capazes de entregar competências técnicas, comportamentais e de assumir cargos anteriormente ocupados somente por homens como na construção civil, no transporte, na agricultura, na administração e tantos outros ramos que atualmente trazem em seus quadros mulheres que geram muitos resultados.

 

Mas, como é possível equilibrar a vida profissional, tão importante para nossa realização pessoal, e ao mesmo tempo não deixar de lado nossas responsabilidades como mãe, esposa, filha, neta, avó e tantos outros cargos e títulos que recebemos ao longo da vida? Ficamos angustiadas por acreditar que não estamos desempenhando bem todos os papéis que deveríamos, mesmo com muitas ações e projetos concluídos sempre recebemos cobranças externas e, principalmente, internas que poderíamos ter feito melhor.

 

Para responder essas questões, gosto de me inspirar nas dicas de um jornalista francês chamado Jean-Louis Servan-Schreiber, autor do livro "A Arte do Tempo". Ele afirma que as crises existenciais aparecem quando o que realmente desejamos não tem espaço no nosso tipo de vida. Portanto, por que não prestar a nossos sonhos o socorro de um pouquinho de astúcia?

 

O autor sugere que precisamos desenvolver a mestria para administrar bem esse precioso recurso que é o tempo. Por mestria ele entende como a capacidade de dominar um problema que até então nos dominava, graças ao conhecimento, ao treino e, sobretudo, à confiança adquirida em nossa habilidade de encontrar soluções. O jornalista diz que inicialmente precisamos eliminar alguns obstáculos:

 

1 - Não nos conhecermos suficientemente.
2 - Não conhecemos o tempo suficientemente.
3 - Nós nos sobrecarregamos e nos deixamos sobrecarregar pelos outros.
4 - Não refletimos suficientemente sobre o emprego do nosso tempo.

 

Podemos dizer que é importante sermos atentas observadoras dos acontecimentos diários e tomar consciência das coisas que congestionam sem razão o nosso tempo: perfeccionismo, necessidade extrema de elogios, dificuldade em dizer "não", falta de habilidade para delegar, entre outros. Devemos pensar em todos os âmbitos da delegação, desde preparar o nosso sucessor na empresa onde atuamos até ensinar nossos filhos a colaborarem com alguns afazeres domésticos.

 

Outro fator é querer como uma heroína solitária resolver todos os problemas familiares, dos nossos pais, filhos, amigos e tantos outros que incluímos diariamente em nossa lista. Esquecemos que cada um precisa vivenciar suas experiências, que aprendemos e resolvemos aquilo que nos faz mal somente quando estamos maduros e prontos para mudar.

 

O autoconhecimento é outra poderosa ferramenta, pois direciona as reflexões sobre nossos projetos, que se expressa por objetivos, que por sua vez são classificados por prioridades. A decisão do que mais importa, em cada fase da vida, é que fará com que tenhamos equilíbrio para distribuir as tão valiosas horas do nosso dia. O melhor de tudo é ter a certeza que não precisamos escolher uma área em detrimento da outra, podemos ser cada dia mais completas equilibrando as necessidades e vivenciando com sabedoria cada papel, com um sorriso no rosto, com muita alegria e com cada vez mais tempo, ou melhor, mais vida.

 

(Por: Melissa Antonychyn)




De 24/08/2012




Outros artigos


O tempo não tem culpa
[21/10/2014]
Por Cersi Machado


O DNA dos vencedores
[09/10/2014]
Por Kamilla Matos


O bom comportamento como diferencial no trabalho
[19/09/2014]
(José Roberto Marques)


Socorro, não tenho sucesso!
[10/09/2014]
(Por Neusa Miguel)


Como gerenciar emoções no ambiente de trabalho
[03/09/2014]
(Por Tatiane Tedesco)


Fofoca no mundo corporativo: como se livrar delas?
[21/08/2014]
(Por Marisol Camarinha)








Abrangente Consultoria em Recursos Humanos
Todos os Direitos reservados

Site: www.portalabrangente.com.br
E-mail: abrangente@portalabrangente.com.br
Telefone Escritório: (79) 3214-9717

Aracaju - Sergipe - BRASIL
Magikal Design