Enciar currículo
Somente DEUS abrange Tudo!!! Somente DEUS É O SENHOR!
EMAIL:
SENHA:
Cadastre-se
.
Seja bem vindo! Hoje é 18 de Dezembro de 2017.

Artigos


11 DE AGOSTO - DIA DOS PAIS.


PAIS AUSENTES NÃO SÃO AQUELES QUE TRABALHAM FORA



Hoje, a expressão - "pais ausentes"- ganhou destaque, principalmente, porque muitos profissionais passaram a creditar o comportamento indisciplinado ou desmotivado dos estudos- de crianças ou adolescentes ao que eles denominam de... pais ausentes.

 

Traduzindo pais ausentes, na concepção quase geral nos dias atuais, são os pais que tem alguma ocupação profissional não oferecendo um considerável tempo com seu filho.

 

Mas será que uma mãe que não tem carreira ou vida profissional é, necessariamente, uma responsável presente? E um pai que trabalha dez horas diárias? Ele não pode de modo algum ser um pai presente?

 

Concluindo, pais presentes não são aqueles que trabalham fora; mas sim aqueles que estão voltados para si mesmo, seus interesses, prioridades, metas, ambições, inclusive aquelas que estabeleceram para os filhos, para seu lazer, compromisso social. Assim, existem inúmeros casos de pais que proporcionam um considerável tempo cronológico com seus filhos, mas que, na verdade são ausentes da vida deles.

 

Por isso, esse sentimento de culpa que muitos responsáveis apresentam em relação aos seus filhos, não procede. Para o seu filho é mais vantajoso que sua mãe esteja trabalhando algumas horas, mas sobretudo realizada e satisfeita quando se relaciona com ele, do que a sua mãe próxima mas frustrada e, portanto, impedida de exercer bem o seu papel com ele.

 

Mas, é possível equilibrar a dedicação à própria vida, o prazer de exercer um trabalho profissional e de reconhecer os seus frutos e , ao mesmo tempo, preservar o tempo interno, principalmente dos filhos intactos? Sim é possível. E para tanto é preciso que os pais se deêm conta de que, a partir do momento em que tiverem filhos, sua vida se transformou.

 

E não se trata apenas de ter mais responsabilidade, preocupação , todavia trata-se de se responsabilizar por uma nova geração. E isso significa abrir mão de várias coisas para que haja espaço para dar conta dessa nova vida.

 

Cada pai e mãe encontram uma maneira de mostrar para o seu filho quando estão disponíveis, mesmo não sendo no momento que ele deseja. Porém, o mais difícil é ser capaz de ouvir a fala, linguagem de seu filho. Os pais acreditam ser importante conversar com eles, mas não conseguem ouvir o que eles tem a acrescentar.

 

O presente mais valioso que os pais podem proporcionar aos filhos é: uma presença humanizadora, firme, afetiva, estável, constante, orientadora, que é o que ele permite aos filhos que reconheçam o seu mundo interior e identifiquem os limites e o potencial do mundo exterior. Assim, eles aprendem a se situar na configuração social em que vão viver e conviver: a partir da família.

Fonte: Internet




De 11/08/2013




Outros artigos


O tempo não tem culpa
[21/10/2014]
Por Cersi Machado


O DNA dos vencedores
[09/10/2014]
Por Kamilla Matos


O bom comportamento como diferencial no trabalho
[19/09/2014]
(José Roberto Marques)


Socorro, não tenho sucesso!
[10/09/2014]
(Por Neusa Miguel)


Como gerenciar emoções no ambiente de trabalho
[03/09/2014]
(Por Tatiane Tedesco)


Fofoca no mundo corporativo: como se livrar delas?
[21/08/2014]
(Por Marisol Camarinha)








Abrangente Consultoria em Recursos Humanos
Todos os Direitos reservados

Site: www.portalabrangente.com.br
E-mail: abrangente@portalabrangente.com.br
Telefone Escritório: (79) 3214-9717

Aracaju - Sergipe - BRASIL
Magikal Design